NATUREZA-MORTA COM FLORES: AINDA PRECISAMOS DE ARTE? – Fil Felix

O que é arte? Para que serve e para quem é feita? Qual seu valor? Essas e inúmeras outras questões são parte do cotidiano de quem se aventura a dedicar seus estudos, seu trabalho ou sua vida ao universo artístico, seja ele das artes visuais, música, dança, teatro ou literatura. De maneira geral, é um... Continuar Lendo →

QUERÔ E O FANTASMA DE ALZIRA – Lezir Ishigawa

O cinéfilo que assiste ao filme Querô, longa-metragem de 2007 dirigido por Carlos Cortez, disponível no YouTube, imediatamente  o associa a Pixote, a lei do mais fraco. As similaridades são muitas, e até o protagonista, interpretado por Maxwell Nascimento é fisicamente parecido com o do filme dos anos oitenta, encarnado por Fernando Ramos da Silva.... Continuar Lendo →

A CIRANDA DE BARRO – Eduardo Selga

No interior de um Brasil antigo, quase arcaico, vive um núcleo familiar composto de pai, mãe, e um casal de filhos. O chefe da família e o rapaz trabalham “nas terras dos brancos” (p.16), ao mesmo tempo contribuindo para a riqueza deles e sustentando a carência material em que vive essa família. Por causa desse... Continuar Lendo →

DE HERÓIS E HEROÍNAS – Sandra Godinho

Depois de um frugal sanduíche de pão com manteiga e do vendedor de abraços ter abandonado seu posto com uma bonificação razoável no bolso — mais devido à carência que à caridade humana — eu me perdi a pensar na vida, peitando o calor das 14h00 e a injustiça dos dias. Fui à ambulante do... Continuar Lendo →

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora