DE REDES E CONEXÕES – Paula Giannini

É noite de estreia. A bordo de um Uber Juntos ouço na rádio o anúncio do espetáculo Até que a morte nos separe, no Teatro Itália, quartas e quintas-feiras às 21h, em curtíssima temporada. A peça, com texto de Paula Giannini e direção de Amauri Ernani, é uma produção de Rita Malot e Walmir Santana, que também dividem o palco, diz o... Continuar Lendo →

Anúncios

A ALEGORIA DE UM POSSÍVEL BRASIL FUTURO – Lezir Ishigawa

Os noventa minutos de O último trago (Brasil, 2019) não são simples de serem decodificados por quem está colonizado pela estética norte-americana, que exige muito palavrório, não raro construindo frases de efeito na boca de personagens que parecem não ser oriundos de um processo histórico. É como se tivessem surgido do nada ou de si próprios. A... Continuar Lendo →

NOSSA SOLIDÃO COTIDIANA – Fil Felix

É comum ouvirmos que uma de nossas características básicas, enquanto seres humanos, é que precisamos viver em sociedade. Somos inseridos na coletividade desde o nascimento até à morte, da escola ao trabalho. Criamos a civilidade, modelos de política, ética, conduta, maneiras de se comportar em relação ao outro e também a nós mesmos. Mas numa... Continuar Lendo →

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora