O PRETEXTO – Lezir Ishigawa

Pode conferir: a produção cinematográfica de países economicamente avançados possui, de algum modo, relevante participação do Estado. Isso muitas vezes é válido também para outras manifestações da cultura, como o teatro. Entretanto, cabe uma pergunta: por que isso acontece, se é de se supor que em tais países as regras de mercado funcionam a contento,... Continuar Lendo →

BRASIL: COBRE E ÁGUA-MARINHA – Lezir Ishigawa

Do que trata o documentário Fevereiros (2017)? Quando começamos a assistir ao trabalho dirigido por Marcio Debellian, surge uma certeza: o protagonismo pertence à Maria Bethânia e às suas raízes religiosas fincadas em Santo Amaro da Purificação, cidade do recôncavo baiano. À medida que o documentário avança, contudo, nos damos conta de que, embora a... Continuar Lendo →

CUIDADO! O REAL É FRÁGIL – Lezir Ishigawa

A ideia central da franquia Matrix é que a realidade, ordenada do modo como a concebemos, não passa de um gigantesco programa de computador a provocar nas pessoas não só o efeito de materialidade, como também a percepção de todos os afetos decorrentes do convívio social. Com esse desempenho, matrix, estrutura organizada por uma grande... Continuar Lendo →

DIVINA IDEOLOGIA – Lezir Ishigawa

Com o advento da chamada pós-modernidade, aquele mundo anterior, feito de referências textuais e históricas, se degradou a ponto de hoje assumirem protagonismo quase absoluto o minimalismo redacional e a percepção de que apenas o tempo presente importa. Por esse motivo, é comum assistirmos a videoclipes, narrativas visuais breves que mesclam manifestações artísticas (outra característica... Continuar Lendo →

HOMEM, BICHO, MULHER – Lezir Ishigawa

Entre 23 de abril e 16 de julho deste ano a Rede Globo veiculou na faixa das 23 horas a série Onde Nascem Os Fortes, escrita por George Moura e Sergio Goldenberg, um drama tenso e bem conduzido pela direção e por algumas excelentes interpretações, como as de Débora Bloch, Patrícia Pilar e Jesuíta Barbosa.... Continuar Lendo →

CORPOS EMPILHADOS OBSTRUEM A SAÍDA – Lezir Ishigawa

“A erva só cresce onde não tem plantação”. Esta frase foi dita por um dos advogados mais respeitados do Espírito Santo, Homero Mafra, no documentário Sem Saída (43 min.) que, a partir da nacionalmente conhecida greve dos policiais militares capixabas ocorrida em fevereiro de 2017, aborda a incipiência das medidas de ressocialização dos jovens indivíduos... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora