QUARENTA DIAS EM RECONSTRUÇÃO – Eduardo Selga

Os elementos que mais saltam aos olhos em Quarenta dias (2014), romance de Maria Valéria Rezende, são, de um lado, o abrupto desenraizamento cultural — um tema da mais alta importância no mundo e no Brasil contemporâneos —, ocasionando grandes prejuízos à identidade da pessoa; de outro, a covardia emocional da protagonista Alice, que não... Continuar Lendo →

“LAVOURA ARCAICA”: À ESQUERDA DO PAI, AO LADO DA MÃE – Parte 2 – Eduardo Selga

Lavoura arcaica trabalha com a parábola do bom filho que retorna a casa, e é apenas um dos muitos aspectos religiosos do romance. Entretanto, André não é um bom filho, no sentido proposto no Evangelho de Lucas (15:11-32), onde se encontra a passagem bíblica, na medida em que não há nenhum arrependimento por suas atitudes,... Continuar Lendo →

“RIO-PARIS-RIO”: A BUSCA PELO EQUILÍBRIO ENTRE OPOSTOS – Eduardo Selga

A tessitura do romance Rio-Paris-Rio (Rocco, 2016), escrito por Luciana Hidalgo, mostra, em seu núcleo fundamental, o drama de uma juventude exilada de seu país de origem, um viver sem conseguir integra-se plenamente à outra sociedade que, civilizadamente, suporta os exilados. São, fundamentalmente, três brasileiros na França, mas as nacionalidades envolvidas poderiam ser quaisquer outras,... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora